Desfrute.net - A Palavra de Deus como nosso alimento diário Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade - 1 Timóteo 2:3-4

Canais

· Página Inicial

· Artigos

· Dicionário Bíblico

· Weblog

· Guia de Sites

· Livro de Visitas


Sobre o Site

· Cremos que...

· Nossa visão

· Desfrute!?


Etc

· Contate-nos

· Mapa do Site

Um weblog, ou blog, é uma espécie de diário na internet. Aqui registramos nossas experiências visando a edificação do Corpo de Cristo. Participe comentando os posts ou enviando-nos a sua contribuição.

Arquivo
Novembro - 2017
D S T Q Q S S
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30
Outros meses
 
07 de fevereiro de 2010

A Tiririca e o Negar da Vida da Alma
Temos ganhado a revelação do Senhor que o nosso alvo é sermos vencedores para entrarmos no reino e ganharmos o galardão. Esta é a nossa meta, o que buscamos na Vida da Igreja. O viver normal de igreja tem vários itens, dentre os quais podemos citar as reuniões, a pregação do evangelho, a palavra, os hinos, a oração, dentre outros. Porém, com certeza, o item mais importante da Vida de Igreja é o negar da vida da alma (Mateus 16:24-25; Mateus 10:38; 1Pedro 1:8,9). Este item nos qualifica e nos torna dignos de seguir e servir o Senhor. No entanto a vida da alma não pode ser negada de uma vez só, mas é necessário um negar diário, dia após dia. Lucas 9:23 diz: "Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me". Dia a dia.

Existe um tipo de erva daninha aqui na nossa região que é conhecida com o nome popular de "tiririca". É uma espécie de mato muito persistente, que você corta e ele nasce de novo pouco tempo depois. Corta e nasce, corta e nasce, corta e nasce. A nossa vida da alma é assim: negamos e ela aparece depois, negamos e ela aparece, negamos e ela aparece. É necessário um negar diário, senão a nossa alma se manifesta novamente. Um das maneiras que se usa para controlar a tiririca num determinado terreno é a criação de galinhas. Logo que a tiririca brota, as galinhas ciscam, bicam e comem. Se um brotinho nasceu, logo ele é comido. Assim devemos ser com nossa vida da alma. Assim que percebermos que há um pequeno broto de nós mesmos, de nossas preferências pessoais, de nossas manias, de nosso velho homem, imediatamente cortamos, negando a nossa vida da alma.

Graças ao Senhor que estamos sendo preparados para reinar com Ele! Amém.

Cuidado com a sua tiririca...

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

31 de janeiro de 2010

A Real Necessidade dos Casais
A real necessidade conjugal é o espírito e a vida. O Espírito não resolve problemas, mas nos leva a vitória. Portanto não devemos nos preocupar em resolver os problemas conjugais, mas devemos vencê-los.O Senhor tira e resolve os problemas, porém ele nos dá O Epírito para vencer cada um deles. João 6:63 diz: "A carne para nada aproveita. As palavras que vos tenho dito são espírito e vida". O conhecimento também para nada aproveita e também não vai te ajudar a resolver seus problemas conjugais. O que temos carência em nosso dia a dia é de O Espírito. Em 1 Coríntios 15:45 lemos "O último Adão tornou-se o espírito que dá a vida". O último Adão é o Senhor Jesus. As verdades registradas na Bíblia não devem ser doutrina para nós. Após salvos o Senhor agora está unido a nós, inclusive na intimidade do casal. O Senhor já nos deu a força e o poder. Não doutrina e conhecimento. Ele nos deu O Espírito da realidade que o mundo não pode receber. O Espírito nos dá a vida. O Espírito torna real todas as virtudes: mansidão, longaminidade, paciência. Somente O Espírito pode manter o amor conjugal. Na nossa vida conjugal não podemos confiar na nossa capacidade humana e na nossa capacidade de resolver os problemas. Não confiamos na terapia de homens, mas temos O Espírito!

Jesus é o Senhor!

Texto baseado em mensagem para casais da Igreja em Varginha - MG, liberada em Janeiro de 2010.

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

09 de janeiro de 2010

Não julgar, para não ser julgado e perdoar, para ser perdoado!
O Evangelho de Mateus mostra dois conjuntos de versículos que nós mostram qual deve ser o nosso relacionamento com as outras pessoas, sejam elas crentes ou não:

1) Não julgar para não ser julgado:

"Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós. E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão." - Mateus 7:1-5

2) Perdoar para ser perdoado:

"Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós. Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas". Mateus 6:14-15

Considere isto no seu espírito...

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

26 de dezembro de 2009

Você Tem Permitido Que o Senhor Te Encha de Vida?
Isaías 30:15 diz "Pois assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando, sereis salvos; no sossego e na confiança estará a vossa força. Mas não quisestes". O Senhor quer nos salvar, nos dar a Sua vida, mudar o nosso viver. O Senhor é como um jorro de água viva, uma torneira aberta. Basta a nós colocarmos o copo debaixo da torneira. O problema é que imaginamos que iremos ganhar vida sem colocar o copo debaixo da torneira, ou seja, o Senhor quer fluir para nós, mas nós recusamos receber o seu fluir. Precisamos colocar o nosso copo debaixo da torneira!


Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

01 de novembro de 2009

Tudo tem seu tempo
"Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu" (Eclesiastes 3:1).

Conta-se a história de um soldado cuja ausência foi sentida no meio do alvoroço da batalha. Ninguém sabia o que havia acontecido com ele. Sabia-se apenas que ele não se encontrava em nenhuma das fileiras. Assim que uma oportunidade apareceu, um oficial saiu à sua procura e, para sua surpresa, descobriu que o soldado, durante a batalha, esteve se distraindo em um jardim florido. Quando lhe foi perguntado o que fazia naquele local, desculpou-se e espondeu: "Senhor, eu não estava fazendo nada de mal." Mas ele foi julgado, condenado e fuzilado!

Este é um triste mas verdadeiro retrato de muitos que gastam seu tempo de maneira vã e fútil, indiferentes à Deus e recusando-se a seguir os ensinos de Sua Palavra, não tendo nenhuma resposta melhor a dar do que: "Senhor, não estou fazendo nada de mal."

Qual tem sido o nosso compromisso com as coisas do Senhor? Até que ponto temos observado Sua Palavra e procurado viver de maneira a glorificar o Seu nome em cada uma de nossas atitudes? Compreendemos que precisamos ser sal para dar sabor ao mundo e luz para iluminar as trevas que se levantam por toda a parte ou julgamos que isso não é importante e que nada há de mal em nos "distrairmos" com os atrativos que o mundo enganador nos oferece?

É claro que precisamos de momentos de lazer e entretenimento, de passear com os nossos queridos e de descanso para restaurar nossas forças, mas, como bons soldados do Rei Jesus, devemos também estar preparados para servi-lo com grande determinação e alegria. E as bênçãos advindas do nosso trabalho para o Senhor produzem regozijo
ainda maior do que aquele experimentado em nossos momentos de diversão pessoal.

Você permanece firme nas fileiras do Senhor ou costuma se distrair "longe dele?"

(contribuição recebida por e-mail)

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

30 de junho de 2008

A Fé Provada
"Por que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo." (1 Pedro 1:7)

Muitas vezes servimos ao Senhor, porém não percebemos que o mais importante não é que façamos coisas e atividades para Ele, mas é que, enquanto fazemos coisas e atividades para Ele, nossa fé está sendo provada. Ela sim, provada, é muito mais preciosa que o ouro perecível! Em nenhum lugar é dito que a nossa obra é mais preciosa que o ouro. Portanto servimos ao Senhor com diligência cada vez maior, porém não percamos a visão que enquanto o servimos é a nossa fé que tem sido provada. Isto sim é o mais importante! Amém! Jesus é o Senhor!

(contribuição recebida por e-mail)

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

20 de maio de 2008

Xícara, Café e Pessoas
Um grupo de ex-alunos, todos muito bem estabelecidos profissionalmente, se reuniu para visitar um antigo professor da universidade. Em pouco tempo, a conversa girava em torno de queixas de estresse no trabalho e na vida como um todo.

Ao oferecer café aos seus convidados, o professor foi à cozinha e retornou com um grande bule e uma variedade de xícaras - de porcelana, plástico, vidro, cristal; algumas simples, outras caras, outras requintadas; dizendo a todos para se servirem. Quando todos os estudantes estavam de xícaras em punho, o professor disse:

"Se vocês repararem, pegaram todas as xícaras bonitas e caras, e deixaram as simples e baratas para trás. Uma vez que não é nada anormal que vocês queiram o melhor para si, isto é a fonte dos seus problemas e estresse. Vocês podem ter certeza de que a xícara em si não adiciona qualidade nenhuma ao café. Na maioria das vezes, são apenas mais caras e, algumas vezes, até ocultam o que estamos bebendo. O que todos vocês realmente queriam era o café, não as xícaras, mas escolheram, conscientemente, as melhores xícaras... e então ficaram todos de olho nas xícaras uns dos outros. Agora pensem nisso: A Vida é o café, e os empregos, dinheiro e posição social são as xícaras. Elas são apenas ferramentas para sustentar e conter a Vida... e o tipo de xícara que temos não define, nem altera, a qualidade de Vida que vivemos. As vezes, ao nos concentrarmos apenas na xícara, deixamos de saborear o café que Deus nos deu. Deus côa o café, não as xícaras... Saboreie seu café!!!!!"

(contribuição recebida por e-mail)

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

10 de janeiro de 2008

Esforçar Diligentemente
Com certeza que uma das maiores dificuldades para o crente hoje é crer e viver que o Corpo de Cristo é um, que a igreja é uma, que o desejo do Senhor é buscarmos a unidade.

"Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só SENHOR, uma só fé, um só batismo; Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós". Efésios 4:4-6

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

10 de dezembro de 2007

Jugo Desigual
Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas? (2 Coríntios 6:14)

Provavelmente este é um versículo que tem produzido muito conflito na cabeça dos crentes. Ao passo que não se aplica somente ao casamento, este versículo é um lembrete poderoso de que, quando fazemos parcerias a longo prazo com pessoas que não compartilham dos nossos valores, estamos colocando nossa saúde espiritual em perigo, assim como Deus não permitia que os israelitas debaixo da Lei juntassem uma mula e um boi porque acabaria com os dois. Paulo nos lembra que cristãos devem lembrar disso nos seus relacionamentos mais duradouros também.

(editado a partir de contribuição recebida por e-mail).

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post

02 de dezembro de 2007

Fazer o que a nossa alma não quer
No último capítulo do evangelho de João o Senhor Jesus mostrou para Pedro que a expressão e a realidade do amor de Cristo em nós é cuidarmos uns dos outros (João 21:15-17). Depois desta palavra o Senhor completa o seu suprimento a Pedro dizendo no versículo 21, dizendo: "Na verdade, na verdade te digo que, quando eras mais moço, te cingias a ti mesmo, e andavas por onde querias; mas, quando já fores velho, estenderás as tuas mãos, e outro te cingirá, e te levará para onde tu não queiras". Não fazermos o que queremos significa sofrimento em nossa alma. Ao amadurecermos em Cristo, ganhando e crescendo em Vida, passamos pelo processo de negar a vida da alma, que causa em nós uma dor necessária e providenciada pelo próprio Senhor. O resultado desta palavra do Senhor para Pedro foi descrito pelo próprio em Pedro em 1 Pedro 1:6-9 "Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso; Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas". Amém! É necessário!

Comente! | Versão para imprimir | Enviar por email | Link permanente para este post
Participe

Diga-nos o que você achou do Desfrute.net. Envie-nos o seu comentário ou sugestão!"


Leia com Oração

Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.

1Timóteo 2:2-4


Gostou do site?
Então recomende!
Todos os direitos reservados.
Para reproduzir conteúdo deste site no todo ou em parte, entre em contato.